quinta-feira, 17 de setembro de 2009

As pequenas coisas

Certa vez, um homem organizava uma grande festa, de muita importância. Ele deu o melhor de si para que tudo saísse perfeitamente. Ele cuidou de cada detalhe, de cada peça da decoração, do uniforme dos garçons, das toalhas e talheres. Depois de tudo pronto, chegou o grande momento e os convidados começaram a entrar no grande salão. O organizador vestiu sua melhor roupa e estava atento a tudo o que acontecia no ambiente. Ele fez questão de ser visto em plena atividade pela dona da festa, talvez isso resultasse em algum ganho extra ou no reconhecimento de seu magnífico trabalho. Muito feliz, o organizador já ouvia alguns elogios e, ao designar uma tarefa a um auxiliar, viu um grão de milho de pipoca no chão, que o pessoal da cozinha havia deixado cair. Mas, ele não deu atenção e continuou a correr de um lado para outro. Depois de meia hora, quando ia entregar uma grande bandeja de salgadinhos e refrigerantes a um garçom, ele pisou no grão de milho, perdeu o equilíbrio e caiu, espalhando canapés, copos e refrigerantes por todos os lados.


Muitas vezes, ao servir a Deus, somos como este organizador. Corremos de um lado para o outro fazendo muitas coisas, procurando o reconhecimento dos homens, mas não atentamos para as pequenas coisas. Um pecado não confessado; uma mágoa com alguém; um pedido de perdão não feito, uma pequena grosseria com quem está perto de nós, um pensamento impuro; um descontentamento com o próprio Deus... Não resolvemos essas questões com o Senhor e acabamos “espalhando grãos de milho” em nosso caminho.


Muitas vezes, até vemos os “grãos” em nossa vida, mas não lhes damos importância. Pensamos que estes detalhes não têm significância e até dizemos: “Ah! É só uma coisinha de nada, cuido disso outra hora...”. Entretanto, apenas uma destas pequenas coisas será suficiente para nos derrubar. Existe uma passagem bíblica que nos alerta sobre isto: “Aquele, pois, que pensa estar em pé, veja que não caia” (1Coríntios 10:12).


Hoje, o que mais derruba as pessoas não são os fatos chocantes e gigantescos, mas a aglutinação de pequenos detalhes maléficos não tratados segundo os princípios da Palavra de Deus. Tudo o que não resolvemos segundo o conselho divino pode vir a causar grandes estragos em nossa vida. Por isso, não podemos mais prorrogar ou não dar importância às pequenas coisas. Aquilo que para nós pode não parecer relevante, é muito importante espiritualmente (Isaías 55:8-9). Em Lucas 16:19 está escrito: "Quem é fiel no pouco também é fiel no muito; e quem é injusto no pouco também é injusto no muito".


Autoria: desconhecida
Fonte: E-mail de Carmen Pires


- Você é um cristão de acordo com a Bíblia? Assegure-se acessando a postagem: “
A principal pergunta: Como me torno um cristão?"


*


quinta-feira, 17 de setembro de 2009


Print or Generate PDF

0 comentários:

Postar um comentário

Comentário









Certidão Criminal Negativa
Dicionário Bab.La