terça-feira, 20 de abril de 2010

Poesia Mãos Marcadas

Autora: Myrtes Matias

Uma fagulha, uma rajada
O incêndio se alastra.
No velho pardieiro,
O inferno cresce.
Na fuga alucinada
Há maldição e prece.

Na tática expectativa dos

Bombeiros
Um grito rasga a noite
Infante! Desesperado como um
Açoite
Na alma da multidão.

Onde há coragem para a
Salvação do ser que implora?
Os homens se agitam,

As mulheres choram
Mas arriscar a vida,

Só amor paterno
E a criança que padece é Jaime
O pequeno abandonado
Que vende jornais nas esquinas.
Pobre menino.

Então resoluto,

Enorme como um gigante
Impassível como uma estátua
Um vulto se destaca
O varredor de rua lança-se em meio às chamas
E volta com o menino
Num belo exemplo de amor

Jaime está salvo!
O pequeno poderá anunciar ainda:
Olha o Diário, a Gazeta, a Folha!

Correm os dias
O menino que vendia notícias
Era notícia nos jornais

Os repórteres fizeram a caridade publicitária
E agora os tribunais decidem o futuro
Da criança renascida

Levanta-se um casal
Podemos dar um lar, Senhor Juiz,
Não temos filhos, temos dinheiro
Terá colégios, conforto, viagens; será feliz

Jaime sonha boquiaberto
Um lar, colégios, conforto, viagens
Ele que vivia meio morto,
Dormindo ao relento,
Quase pedindo esmolas.

Mas no meio da plateia
Ergue-se a rude voz do varredor de ruas:
Senhor Juiz, eu quero o menino!
Vê a reprovação em cada olhar.

Sorri com esforço,
Contraindo a enorme cicatriz do rosto
E mostra para o menino
As mãos cobertas de ataduras

Jaime hipnotizado com
Aquelas mãos indaga:
Que foi? Quem machucou você?
Por que suas mãos estão assim?
Por quê?

E como se dissesse
A coisa mais natural do mundo
Responde o varredor de ruas:
As feridas nas minhas mãos
São as marcas do meu amor
Foi o fogo quando salvei você!

Jaime esquece o auditório,
Os futuros pais ricos,
O juiz que pede silêncio
E lança-se ao pescoço do homem
Que enfrentara a morte
Que não temera o fim
Gritando entre soluços:
Eu vou com ele, Senhor Juiz
Eu o amo! Ele sofreu por mim.

É a criança mais feliz
Mais cheia de gratidão
Não terá colégios,
Conforto, viagens,
Mas terá um amigo,
Um grande amigo
O melhor presente para o coração

(pausa)

Agora quero falar com você,
Você sem Cristo.
Porque eu vejo teu drama
Eu sei que o mundo te chama
E tudo o que ele oferece
É mais forte que a tua fé

Talvez uma mulher bonita
Que numa frase maldita
Te ofereça prazer e emoção

Talvez o dinheiro fácil,
O vício que te domina,
O ódio que te assassina
Corrompam teu coração.

Seja qual for tua história,
Só te aponto um caminho:
Corre ao Calvário sozinho
E contempla a tua cruz
Aquela maior, a do meio,
Pois é naquela que morre,
É daquela que escorre,
O sangue santo de Jesus.

Escolhes cá embaixo?
Optando a fama, o vício
A ruína e o prazer?
E lá no alto,
No topo da colina,
Jesus estará a te dizer:
As feridas das minhas mãos
São as marcas do meu amor
Para livrar-te do inferno
Para dar-te o gozo eterno
Eu aceitei tua dor.

Foi por amor a ti
Que rasguei as cortinas
Que ocultavam o céu
E agora o céu pode ser teu
Eternamente teu

Faz agora a tua escolha, ó amigo
Entre os bens da Terra
E a graça de Jesus
Mas antes lembra
Das duas mãos marcadas,
Feridas, dilaceradas
Por teus pecados
Sangrando na cruz

Sugestão de música: 'Cicatrizes'

,

terça-feira, 20 de abril de 2010


Print or Generate PDF

9 comentários:

ana rejane disse...

que bom encontrar esta poesia,fazia tempo que a procurava;recitei muito na minha adolescencia.Deus abençoe a quem colocou aqui.

tanajuras disse...

essa é uma das mais lindas poesias que já vi me faz lembra minha mocidade minha cunhada sempre recitava na igreja que saudade foi muito bom encontrá-la aqui obrigada

Anônimo disse...

Essa poesia me fez refleti , quanto tenho estado longe de jesus , perdida em meio aos vicios tenho esquecido do meu primeiro amor - Cristo ;
ana paula .

aline disse...

Acho essa poesia linda, sempre que a ouço me esmociono, aprendi a recita-la, aos 7 anos de idade , sempre que ia dormir minha tia a recitava para mim, passaram-se 15 anos desde lá mas nunca a esqueci.

Recomendo a todos também ver a poesia, NO CAMINHO DE EMAÚS, tenho certeza que Deus vai tocar em seu coração e vc vai se emocinar..

Aline Bezerra/ Natal- RN.

Catiane Cantero disse...

Olá amada, muito lindo seu blog.
Já estou te seguindo.
Será um enorme prazer receber sua preciosa visita em meu espaço.
www.catianecantero.blogspot.com

Anônimo disse...

Muito legal mais será q você poderia me passa um site ou algo que eu possa ter o vinil ou fita ou cd grato
Sou franklin de FSA-BA
Msn e orkut franklinmaster_@hotmail.com

Anônimo disse...

Só para alertar esta letra não é fiel ao texto original de myrtes mathias, precisa ser corrigido

Josafa Moreto disse...

Caro amigo, prazer... acesse o google e baixe poesias evangelica... Paz!

Josafa Moreto disse...

Ola amigo... baixe no google, declamaçao biblica.

Postar um comentário

Comentário









Certidão Criminal Negativa
Dicionário Bab.La