terça-feira, 8 de novembro de 2011

Transar


1 - Olhares se entrelaçam;

2 - Conversas inocentes e descontraídas;

3 - Os beijos vão ficando mais demorados;

4 - O carinho dá lugar às carícias;

5 - O desejo, quase incontrolável, mexe com o corpo dos apaixonados;

6 - Apenas segurar a mão não é mais o bastante;

7 - A intimidade é cada vez mais crescente;

8 - Por falta de limites, exigem sempre mais um do outro;

9 - Sensações adormecidas são reveladas;

10 - Chegaram a um ponto onde parece impossível voltar (e que nem querem voltar);

11 - Não pensam em nada, somente querem viver esse momento;

12 - São possuídos pelo desejo;

13 - Eles consumam o ato;

14 - De repente, tudo acaba e voltam à realidade;

15 - Sobressaltados não sabem o que fazer;

16 - Se arrumam, se ajeitam da melhor maneira;

17 - Não conseguem se encarar;

18 - Correm para casa;

19 - Um se tranca no quarto e outro no banheiro;

20 - Num banho demorado, ela tenta limpar o que não pode ser limpo com água;

21 - Um sentimento estranho tira a paz e sossego dos "pombinhos";

22 - A consciência os acusa;

23 - Desejam se esconder de tudo e todos;

24 - Não conseguem encarar os pais no dia seguinte;

25 - Os "pombinhos" começam a se evitar;

26 - Sabem que se ficarem juntos, tudo irá acontecer novamente;

27 - Medo de alguém descobrir;

28 - Risco de gravidez;

29 - Escola, amigos, família, faculdade... Tudo pode mudar a partir de agora! (porque
não pensaram nisso antes?);

30 - Pensam em contar para os pais. (Mas logo mudam de idéia, pois acreditam nunca serem compreendidos);

31 - Pensam em contar para um amigo. (Mas será que podem confiar em alguém?);

32 - Pensam em conversar com o pastor. (Mas têm medo de serem excluídos da igreja);

33 - Decidem esconder;

34 - Mas a culpa cresce e destrói a paz;

35 - Uma tristeza profunda acaba com os momentos que antes eram de alegria;

36 - Começam a se afastar dos amigos;

37 - Não querem mais se envolver nas coisas da igreja, dizendo que estão sem tempo;

38 - A consciência não fica mais em silêncio, sempre os acusa;

39 - Adquirem, por conta do ato, uma auto-estima doentia;

E agora o que fazer?

Existem duas opções antes de cometer algo errado na nossa vida. Resistir ou ceder!
E também duas opções após o erro. Fugir e morrer (morte existencial) ou encarar os fatos e se arrepender (falando a verdade para os responsáveis), mudando o curso dessa situação.

Você diz que é impossível resistir?

Mas o que você prefere?

Resistir ou Encarar os fatos e se arrepender?

Se decidimos por Cristo, essas são as duas opções que temos!

E por fim... O último tópico:
40 - Faça o que é certo!

Com certeza, esse assunto é algo que ocupa a mente de jovens e adolescentes cristãos...

Será que estão dispostos a encarar as consequências?

Mas, nós queremos a vontade do Senhor para nossas vidas! E aprendemos que o correto é fugir "... das paixões da mocidade..." (II Timóteo 2:22).

"Há caminho que parece direito ao homem, mas afinal são caminhos de morte." (Provérbios 14:12 e Provérbios 16:25).


Muitos arrumam um pretexto dizendo a famosa frase: "Todo mundo faz!", mas que na verdade tem um triste fim...

Perceba em que ponto você está!

Fonte: Ministério Felipe Heiderich

.

, , , ,

terça-feira, 8 de novembro de 2011


Print or Generate PDF

0 comentários:

Postar um comentário

Comentário









Certidão Criminal Negativa
Dicionário Bab.La