domingo, 17 de novembro de 2013

Preparando-se para os últimos dias

"Sabe, porém, que nos últimos dias sobrevirão tempos difíceis, pois…" II Tm. 3:1
"Quando virdes estas coisas, sabei que está próximo, às portas..." Lc. 21:31












Ao ouvir esse título, muitas coisas podem surgir na sua mente. Para evitar distorções, devo dizer logo que últimos dias é uma expressão bíblica empregada pelos profetas, por Jesus e pelos apóstolos para falar do último estágio do mundo tal como o conhecemos. Na verdade os últimos dias se iniciaram quando Jesus veio ao mundo pela primeira vez e estabeleceu a Sua Igreja. Antes de partir Ele disse: "...eis que estou convosco todos os dias, até à consumação dos séculos". Ele fala do final do atual sistema mundial. E Ele também nos adverte apra estarmos preparados. Em Mt. 24:44, está escrito... "Por isso ficai também vós apercebidos; porque numa hora em que não cuidais, o Filho do homem virá".

Embora as pessoas em geral tenham idéias confusas acerca do final do mundo, a grande maioria acredita que o mundo chegará ao fim. Não Existe nada de errado com essa expectativa. Eu também creio que este mundo caminha para os seus dias finais. O único problema é que as pessoas por desconhecerem as Escrituras ficam seguindo falsos ensinos e seguem iludidos por idéias erradas.

Existem duas atitudes erradas em relação às profecias futuras. Tem aqueles que ficam fanáticos e fascinados quanto ao assunto e começam a viver em função disso, baseando-se em mitos e interpretações erradas da Bíblia. Dentre os que são da Igreja, tem surgidos pessoas desequilibradas que estão vendo cumprimento profético em todo canto, e chegam a marcar a data da volta de Jesus ou do fim do mundo.


Eis alguns exemplos...

» O Papa Inocêncio III marcou a segunda vinda de Cristo para 1284

» Astrôlogos de Londres marcaram o fim do mundo para 1.02.1524. Mais de 20.000 pessoas abandoram suas casas com medo da inundação do ri Tâmisa

» O rabino Sabbatai Zevi, após sesu estudos cabalísticos, disse que o Mesisas viria em 1648.

» Muitos inglese estavam certos que o mundo acabaria em 1666 (número da besta). Além do número outros fatores foi as pragas que atacaram a população e o grande incêndio em 5 de setembro de 1666.

» Testemunhasd e Jeová predisseram apra 1914, e depois mudaram várias vezes a data, sendo a última 1994.

» O fundador dos Adventista William Miller marcou para 22.10.1844

» O pregador americano Edgar Whisenant marcou para 1988. E escreveu um livro: "88 razões porque Cristo voltará em 1988".

» O ano 2000 foi outra data considerada por muito

» A próxima data é 21 de dezembro de 2012, conforme os estudiosos do calendário Maia.


Certamente a Bíblia fala que Jesus virá repentinamente, mas uma coisa a história nos ensina: quando alguém marca uma data podemos ficar tranquilos que não será naquele dia.
A vã tentaiva de marcar data para a volta de Cristo é mais uma estratégia diabólica de lançar em descrédito as profecias bíblicas, pois as pessoas não tem discernimeto apra separar verdade de Deus dos falsos profetas. Eis a razão por que as falsas religiões prosperam e muitos acham que são religiões e seitas com fundamento bíblico. Essa avalanche de engano e diferentes opiniões levam muitos a descansar na sua incredulidade dizendo: "As opções são muitas e é impossível dizer quem está falando a verdade. Vou ficar onde estou". Entendo que realmente muitos ficam confusos, mas essa desculpa não é válida. É possível, sim, descobrir onde estar a verdade: Examine as Escrituras. Tenha a disposição de estudar a Bíblia, peça a Deus que ilumine a sua mente, e você será capaz de perceber onde está a verdade.

Mas pensando especificamente acerca da volta de Cristo e do futuro apocalíptico, podemos ter alguma orientação bíblica? Pensar nisso é importante pois temos vivido dias difíceis e cheios de significado profético. Neste momento o mundo está atento ao que será a decisão final do Congresso Americano acerca da elevação do teto da dívida pública. Mas independente do que seja, é quase absolutamente certo que os Estados Unidos não poderão pagar a seus credores, inclusive ao Brasil. O resultado disso, seja hoje ou amanhã, será muito maior do que todas as crises econômicas passadas. O dólar pode despencar, deixando de ser a moeda principal do mundo. Na América e ao redor do mundo, investimentos milionários podem se tranformar em nada da noite para o dia. Como foi na Grande Depressão em 1929, que muitos foram dormir ricos e acordaram pobres, e por isso, muitos se suicidaram.

Para os que conhecem as profecias bíblicas acerca do governo mundial do anticristo, tuso isso significa que a cena está se formando para o início dos eventos apocalíptico descrito pelo apóstolo João.

"Os sinais dos tempos devem nos despertar para estarmos prontos para o encontro com Cristo"

» De que maneira poderemso nos preparar par aos últimos dias?


I. OBSERVANDO OS SINAIS DOS ÚLTIMOS DIAS (Mt. 24:1-8)

Em Mt. 24:8 Jesus fala de "princípio das dores", comparando o mundo a uma mulher grávida. Inicialmente as contrações são leves e esparsadas, mas quando se aproxima a hora, as dores se intensificam.

Os sinais aqui semrpe fizeram parte da história humana, mas quando se aproximar a hora do juízo de Deus, esses sinais se intensificarão.

Quais são esse sinais?

A. Falsos Cristos (v. 5) – o mundo já conheceu vários desses: Rev, Moon, David Koresh, Jim Jones, Charles Manson, etc.

Esse fenômeno só vai crescer à medida que o mundo caminha par ao seu fim. E tudo isso será preparação para o Anticristo, que será adorado com se fosse o próprio Cristo (Ap. 13:11-18).

B. Guerra – "ouvireis falar" dá idéia de que o assunto da guerra e violência será extremamamente comum nos últimos dias.

Certamente, guerra é um tópico comum em todas as conversas e noticiários de hoje: as guerras mundiais, a guerra fria, as ações militares, a guerra ao terror, guerra urbana (a violência e insegurança. Hoje temso medo até dos policiais); a guerra às drogas (a batalha no Rio e em outros locais por causa do tráfico de drogas), as guerras civis, os conflitos de fronteiras, as revoluções de vários tipos – todos temos acompanhado as revoluções no Oriente: Síria, Líbia, Egito, Jordânia, etc. A ONU e OTAN já estão intervindo na Líbia e Muammar Kadafi já foi declarado como tendo cometido crime contra a humanidade.
Estamos vivendo realmente em plena guerra. Muitos só conseguem sair de casa se for em carro blindado. Outros, em helicópteros. Mas nem isso dá segurança, pois já vimos traficantes derrubando helicópteros com suas armas potentes.

Vimos recente o massacre na Noruega, um país de 4,5 milhões considerado um paraíso de segurança.

C. Fome – a escassez das fontes de alimentos preocupa as autoridades em todo mundo. A população da terra já chegou aos 7 bilhões.
Fome será um sinal intensificado durante gande tribulação, pois oa fontes de alimentos serão escassas naqueles dias. Vejamos o juizo dos selos em Ap. 6:3-6.

D. Peste – Esse é outro grande temor das autoridades em nossos dias. Mostrei outro dia o livro Pandemia – A humanidade em Risco, do Infectologista Stefan Cunha.
Veja a sinopse do livro...

"Pandemia é uma epidemia de grandes proporções. Os cientistas temem que a humanidade seja vítima de uma pandemia capaz de matar dezenas e até centenas de milhões de pessoas no mundo todo. Para que isto aconteça basta que apareça uma doença que combine enorme capacidade de contaminação (de preferência antes de os sintomas aparecerem) com poder para matar grande número de pacientes infectados. Este livro procura mostrar o que pode acontecer com os seres humanos, num futuro talvez próximo, e tenta também demonstrar que não se discute mais se uma pandemia arrasadora vai aparecer, mas quando isto vai ocorrer".

Esse autor mostra casos em que vírus antes encontrados apenas em animais, conseguiram se instalar em alguams pessoas e levaram muitos à morte. Ele também destaca a globalização, as viagens, como o grande meio para transmissão de doenças infecciosas. Em certos momentos a leitura fica angustiante pois ele mostea com clareza que os antibióticos em breve serão incpazes de conter as super-bactérias que já mostraram sua cara em alguns lugares.

Além disso, temos outras formas de peste se alastrando: as Doenças Sexualmente Transmissíveis e as drogas.

As drogas matam as pessoas antes de morrer. Foi o caso da cantora Amy Whinehouse que já mostrava sinais de falência antes de ser encontrada morta na sua cama. Ela era um verdadeiro zumbi, completamente deformada.

É interessante a palavra usada para descrever uma das características do mundo durante a grande tribulação (Ap. 9:21; 18:23). Em português foi usado o tremo "feitiçaria", mas o termo grego é "farmacon" de onde vem famacopéia, termo relacionado a medicamentos ou drogas. Claramente a Bíblia mostra uma correlação entre a ação das drogas e ação dos demônios. A grande crescimento das drogas está diretamente realcionado à intensa atividade de Satanás neste mundo.

E não poderia ser diferente, porque o diabo é que tem prazer em matar, roubar e destruir, três atividades centrais no mundo das drogas. Quem entra nesse mundo está sabendo que a morte será certa e rápida, mas mesmo assim continuam. É claramente um ato suicida. Recentemente li uma matéria sobre os efeitos do Oxi, uma nova droga que é sintetizada a partir dos resíduos da cocaína, mas diluída com querosene. É terrível, ainda pior que o craque.

F. Terremotos – isso também vai se intensificar na grande tribulação (Ap. 6:12; 16:18).
Tudo isso é como se o mundo tivesse se desintegrando, e é literalmente isso que já está acontecendo e vai piorar a cada dia.
Quem de nós, na infância, ouviu falar de tsunami? Nosso filhso hoje sabem muito bem do que se trata, pois estão cada vez mais intensos e mais frequentes. Um colega da Indonésia, Santoso, me disse que em 2004, em um local, em menos de cinco minutos morreram masi de cem mil pessoas. Recentemente, vimos o que aconteceu no Japão.

G. II Tm. 3:1-5.
"Sabe, porém, isto: nos últimos dias, sobrevirão tempos difíceis, pois os homens serão egoístas, avarentos, jactanciosos, arrogantes, blasfemadores, desobedientes aos pais, ingratos, irreverentes, desafeiçoados, implacáveis, caluniadores, sem domínio de si, cruéis, inimigos do bem, traidores, atrevidos, enfatuados, mais amigos dos prazeres que amigos de Deus, tendo forma de piedade, negando-lhe, entretanto, o poder. Foge também destes."

Eis a figura dos nossos dias...

» amantes de si mesmos – narcisismo é a marca do nosso tempo. O mundo vive apenas para cuidar da sua imagem da sua aparência, do seu físico, enquanto o coração está vazio e o espírito desintegrado. É por isso que a literatura que mais vende é auto-ajuda. O que se ensina é que devemos amar a nós mesmos, que nosso melhro investimento em na nossa própria pessoa, que devemos pensar e viver para o sucesso.

É incrível como até pastores e escritores evangélicos ensinam essa filosofia do mundo. É o caso da constatação anti-biblica de articulista do site evangélico acerca da morte e Amy Whinehouse (O Prazer da Palavra...)

"A história é cruel: Amy Winehouse, Jim Morrisson (ex vocalista do "The Doors"), Janis Joplin, Jimi Hendrix, Kurt Cobaim (ex-Nirvana) e Brian Jones, um dos fundadores do Rolling Stones, que depois da overdose se afogou na piscina. Todos aos 27 anos. Nenhum conseguiu se amar o suficiente para, pelo menos, viver um pouco mais".

Mas a verdade Bíblica é bem outra: Todos esses deram cabo da vida por terem amado demais a si mesmos (II Tm. 31-2).

» desobedientes aos pais – o desespero de muitos pais que não conseguem "domar" seu filhos pequenos.

» sem afeição natural -
A filósofa francesa que fala mal da ternura e cuidado que naturalmente as mulheres demonstram para com seus filhos, especialmente ao nascerem("sem afeição natural" – II Tm. 3:3)

CONCLUSÃO
Harry Truman, o homem que vivia ao pé do Monte de Santa Helena, no estado de Washington, recusou-se a sair do pé do monte e foi engolido pelas larvas vucânicas no dia 18 de maio de 1980.

Os sinais da vinda de Cristo se mostram cada vez mais vívidos, e temos vivido como os fariseus, cegos para perceber os dias do Messias. Na Sua primeira vinda, poucos reconheceram a Jesus. Na segunda vinda o mesmo acontecerá.

Infelizmente muitos estão vivendo com se nada fosse acontecer. Mas quando andarem dizendo paz e segurança... (I Ts. 5)

Você tem vivido na iminência da vinda do Senhor? Você acredita que Ele virá mesmo? E você esta´preparado apra encontrá-lo? Lc. 12:35-40.

Se Jesus está perto, então o arrebatamento está às portas. Você está preparado?


II. VIVENDO COM DISCERNIMENTO OS ÚLTIMOS DIAS

» Jesus não deu a data precisa para que possamos viver tirar todo proveito sa expectativa da sau vinda.
» Qual diferença entre os sinais dos tempos ao longo dos séculos e os que antecederão imediatamente a volta de Cristo?
» A intensidade e o impacto que causarão no mundo. Muitos críticos das profecias diziam que seria impossível alguém estabelecer um governo mundial, tanto por causa das liberdades nacionais, quanto da dificuldade de manter o mundo unido, que é uma condição essencial para um governo único. As duas condições são perfeitamente exequíveis em nossos dias. A crise econômica mundial elimina a independência dos povos, forçando todos a se submeterem a acordos e coalizões para sobreviver. O fenômeno da globalização há muito destruir as fronteiras e está unificando o mundo em tempo real.

SINAIS DOS TEMPOS QUE ALARMAM O MUNDO:
Sinal na socieade em geral

1. Multiplicação da iniquidade
- Na sociedade em geral

2. A "religiosidade" progressiva, mesmo as suas formas mais bizarras – por exemplo, o espantoso crescimento do Santo Daime (esta semana uma senhora morreu enquanto fazia uma caminhada pela floresta )

3. O desespero e vazio da vida – Amy Winehouse (jovem suicida que se matou aos poucos, de maneira perversa, numa afronta ao Criador. Mesmo assim, tinha e tem fãs que a idolatravam e procuram seguir seus passos)
- Na sociedade especial – A Igreja de Cristo
- Gostam do nome de Deus e de solicitar a ajuda do Senhor, mas "não suportam a verdade"
- "A busca da prosperidade"
- A falta de compromisso com a Igreja – um tipo de conxão em que há pouca identificação, porque aquilo que a Igreja oferece não se compara ao que o mundo oferece. Para manter nossos compromissos com a sociedade, mesmo os mais banais e triviais, qualquer esforço vale à pena. Já com a Igreja, a única instituição criada por Cristo neste mundo, nenhum sacrifício parece valer à pena.

4. O Sinal da Nação de Israel
Entender o papel da nação de Israel é imprescindível para a compreensão de mais de um quarto das Escrituras – a porção profética.

» As promessas de restauração em Isaías
» A indicação de Cristo que o Reino seria restaurado a Israel – At. 1
» Indicações de retorno dos judeus após a Segunda Guerra
» A descrição incrível da volta dos judeus como pombas voando, de uma nação nascendo numa noite, das nações trazendo os judeus nos braços.
» O reavivamento espiritual entre judeus (as expectativas e preparativos para o novo templo, o testemunho de conversões em massa – 10 a 12 mil judeus russos convertidos recentemente);


5. O Sinal da Crise Econômica
Parte Bíblica: - Vai haver fome, guerra, peste (livro pandemia – a difusão e proliferação das doenças através do intercâmbio internacional extremamente facilitado) e doenças.

» Feitiçaria aliada a drogas –
» Violência – massacres nas escolas americanas, no Rio, na Noruega
» A imoralidade
» Uma sociedade imoral em seus valores
» Uma sociedade imoral nas suas práticas (promoção da sensualidade, ênfase na anormalidade sexual)

Contexto Atual –
1. Crise nos Estados Unidos
2. Crise na Europa – Grécia, Itália


6. A formação de blocos de nações, que vai conduzir ao ressurgimento da antigo Império Romano

Veja também:
Se eu não for para o céu?
Arrebatamento


Fonte: Igreja Bíblica Batista do Planalto

, , ,

domingo, 17 de novembro de 2013


Print or Generate PDF

0 comentários:

Postar um comentário

Comentário









Certidão Criminal Negativa
Dicionário Bab.La