sábado, 8 de março de 2014

Para o Dia Internacional da Mulher, a lembrança de uma mulher corajosa

"Convidou-o um dos fariseus para que fosse jantar com ele. Jesus, entrando na casa do fariseu, tomou lugar à mesa.
E eis que uma mulher da cidade, pecadora, sabendo que ele estava à mesa na casa do fariseu, levou um vaso de alabastro com unguento; e, estando por detrás, aos seus pés, chorando, regava-os com suas lágrimas e os enxugava com os próprios cabelos; e beijava-lhe os pés e os ungia com o unguento.
Ao ver isto, o fariseu que o convidara disse consigo mesmo: Se este fora profeta, bem saberia quem e qual é a mulher que lhe tocou, porque é pecadora.
Dirigiu-se Jesus ao fariseu e lhe disse: Simão, uma coisa tenho a dizer-te. Ele respondeu: Dize-a, Mestre.
Certo credor tinha dois devedores: um lhe devia quinhentos denários, e o outro, cinquenta.
Não tendo nenhum dos dois com que pagar, perdoou-lhes a ambos. Qual deles, portanto, o amará mais?
Respondeu-lhe Simão: Suponho que aquele a quem mais perdoou. Replicou-lhe: Julgaste bem.
E, voltando-se para a mulher, disse a Simão: Vês esta mulher? Entrei em tua casa, e não me deste água para os pés; esta, porém, regou os meus pés com lágrimas e os enxugou com os seus cabelos.
Não me deste ósculo; ela, entretanto, desde que entrei não cessa de me beijar os pés.
Não me ungiste a cabeça com óleo, mas esta, com bálsamo, ungiu os meus pés.
Por isso, te digo: perdoados lhe são os seus muitos pecados, porque ela muito amou; mas aquele a quem pouco se perdoa, pouco ama.
Então, disse à mulher: Perdoados são os teus pecados.
Os que estavam com ele à mesa começaram a dizer entre si: Quem é este que até perdoa pecados? Mas Jesus disse à mulher: A tua fé te salvou; vai-te em paz." Lucas 7:36-50


Certamente temos muitos exemplos de mulheres corajosas e fortes que merecem ser lembradas no Dia Internacional da Mulher. Dentre várias, hoje eu escolho essa mulher.

Em uma época havia pouquíssimas chances de estudo para as mulheres, em situações extremas muitas infelizmente terminavam se tornando prostitutas. A Bíblia não revela se era esse exatamente o caso acima, porém o trecho "era uma mulher pecadora" nos indica a forte possibilidade dessa situação.

Bem, desse relato, podemos extrair muitas lições para as mulheres - e também para os homens - de hoje. Destaco, a seguir, cinco pontos:

1) Ela teve coragem de mudar seu destino
Mesmo não sabendo detalhes detalhes de seu cotidiano, podemos ver claramente isso: essa mulher queria mudar de vida. Ela tinha noção de Quem o SENHOR JESUS era. Ela sabia que Ele não concordava com seu estilo de vida, mas que também oferecia a chance de um novo começo por meio de um arrependimento genuíno. Muitas vezes percebemos que estamos no erro, mas não temos coragem de mudar. Estamos acostumados com uma rotina, e é difícil quebrar paradigmas. Essa mulher decidiu e foi avante no seu desejo de ter uma nova vida!


2) Já que ela estava convicta de fazer a coisa certa, ela não se importou com a opinião dos outros
Ela não se preocupou com a opinião do fariseu, o dono da casa, sobre a atitude que ela tomou. Talvez ele não tenha sido o único que achasse impossível ela mudar de vida. Como o ex-cego Bartimeu, que não prestou atenção aos que desejavam que ele calasse o seu clamor (Marcos 10:48), ela estava focada no seu objetivo. Para fazer o certo, é preciso força para rejeitar as opiniões ruins e acolher somente as sugestões válidas. E, principalmente, estar amparado(a) pela opinião mais importante, a de Deus!


3) Ela depositou sua total confiança no Senhor Jesus
É muito nítido ver como ela era uma mulher sofrida. Quando o Senhor Jesus afirma "perdoados lhe são os seus muitos pecados" podemos entender o porquê das lágrimas dela. Seus pecados eram-lhe motivo de vergonha e dor. E pior: seus pecados eram públicos, pois o fariseu os conhecia, como certamente boa parte da população. Carregando todo esse sofrimento, ela buscou ajuda na Pessoa certa. É exatamente o que o Senhor Jesus diz em Mateus 11:28 - "Vinde a Mim, todos os que estais cansados e sobrecarregados, e Eu vos aliviarei."


4) Ela mostrou a Cristo o quando Ele lhe era precioso
Essa mulher queria oferecer algo de valor ao Senhor Jesus, então ela trouxe um vaso de alabastro com unguento, um item muito caro da época. Ao contrário do fariseu, que se omitiu de mostrar a devida honra ao seu nobre visitante, Ela adorou ao Senhor Jesus com o melhor que ela tinha. Da mesma forma, o nosso coração deve estar pronto para adorar ao Senhor com o nosso melhor:
"Respondeu-lhe Jesus: Amarás o Senhor, teu Deus, de todo o teu coração, de toda a tua alma e de todo o teu entendimento.
Este é o grande e primeiro mandamento.
O segundo, semelhante a este, é: Amarás o teu próximo como a ti mesmo."
Mateus 22:37-39



5) Ela foi perseverante e obteve a vitória: teve seus pecados perdoados e a salvação eterna!
A perseverança é um dos elementos essenciais para o sucesso em várias áreas da vida. Tanto na esfera pessoal, familiar, profissional e, principalmente, na espiritual. A mulher da nossa história superou a vergonha da sua situação e foi em busca de uma solução para a angústia da sua alma.
O Senhor Jesus Cristo falou em Mateus 7:7,8 - "Pedi, e dar-se-vos-á; buscai e achareis; batei, e abrir-se-vos-á. Pois todo o que pede recebe; o que busca encontra; e, a quem bate, abrir-se-lhe-á."
Mas da mesma forma que Ele sofreu muito nesse mundo, Ele foi muito honesto ao advertir em João 16:33 - "Estas coisas vos tenho dito para que tenhais paz em mim. No mundo, passais por aflições; mas tende bom ânimo; eu venci o mundo."
Na Bíblia não registra o que aconteceu depois a essa mulher. Como seu proceder reprovável era público, sua reputação estava manchada e iria levar um tempo até ser restaurada. Mas agora havia uma diferença: Ela tinha paz com Deus! Se ela teve força para chegar até o Senhor Jesus, muito mais garra ela teria agora pois as palavras "A tua fé te salvou; vai-te em paz." jamais iriam ser esquecidas. Ela certamente iria fazer de tudo para ter um proceder que honrasse ao seu novo Mestre. As aflições no processo de mudança de vida, todos os dissabores e as vozes contrárias seriam insignificantes perto da vida eterna que ela ganhou a partir de então!

O trecho acima faz parte da história 'O Perdido é Achado'. Clique na imagem à esquerda e conheça mais detalhes.

Que o exemplo dessa mulher, tão determinada e corajosa,
nos inspire a dedicar o nosso melhor ao Senhor Jesus Cristo!

Um feliz Dia Internacional da Mulher para todas as minhas leitoras
e leitores também!

Karen Rachel
Crente no Senhor Jesus desde 1982, esposa, mãe, administradora - de formação e profissão - e gestora dos blogs Repare Nisso e Tips n Friends. Esses espaços virtuais abordam temáticas cristãs, orientações diversas e generalidades.

Print or Generate PDF

0 comentários:

Postar um comentário

Comentário









Certidão Criminal Negativa
Dicionário Bab.La