segunda-feira, 18 de março de 2013

Sugestões de Planejamento Anual para as Igrejas » Orçamento e Eventos

1) No início do mês de novembro, o Pastor Titular solicita ao Corpo Diaconal e aos líderes principais dos departamentos da igreja (Dept. de Casais, Sociedade de Homens, Sociedade Feminina, Mocidade, Dept. Infantil, Dept. de Missões, Dept. de Evangelismo etc.) dois relatórios de suas respectivas responsabilidades:
► Previsão de gastos para o ano subsequente
► Calendário de atividades do ano subsequente
Obs.: Convém alertar os líderes que planejem seus calendários considerando os feriados e os eventos evangélicos que ocorrem em Fortaleza. Uma fonte de consulta que contém esses itens é a parte "Eventos" desse blog:
O prazo de entrega desses relatórios deve ser de 15 a 20 dias a contar da solicitação.


2) Após a entrega dos relatórios supracitados, o Pastor Titular marca 2 reuniões distintas para o início de dezembro, tratando das seguintes temáticas relacionadas ao ano subsequente:
► Reunião para fazer o planejamento financeiro da igreja para o ano subsequente
► Calendário de atividades do ano subsequente

Para a primeira reunião, devem estar presentes o Pastor Titular, o Corpo Diaconal, o(a) Tesoureiro(a), o(a) Secretário(a) e todos os líderes de departamento da igreja. Na segunda reunião, o(a) Tesoureiro(a) pode ser dispensado.


3) Seria interessante o Pastor Titular, ouvindo a opinião do Corpo Diaconal (o Pastor precisa se assegurar que o(a) eventual escolhido(a) está com o testemunho em dia), escolher um irmão ou irmã para ser o(a) Coordenador(a) de Eventos da Igreja. Esse(a) irmão(ã) seria o(a) responsável pela divulgação do calendário oficial da igreja para todos os e-mails dos irmãos e congregados. O(A) Coordenador(a) de Eventos, juntamente com o Pastor Titular, seriam os únicos a alterarem o calendário oficial da igreja. Todos os demais líderes de departamento deveriam comunicar suas programações aos dois: Pastor Titular e Coordenador(a) de Eventos. Em caso de choque de datas, prevaleceria preferencialmente o departamento que marcou primeiro sua programação. Casos especiais devem ser tratados, com a maior diplomacia possível, pelo Pastor Titular.


4) É útil criar uma cultura de planejamento na igreja! E também manter ativos canais de comunicação. Esse Coordenador(a) de Eventos poderia, semanalmente, enviar para os e-mails dos irmãos quais serão as programações que a igreja oferecerá. Algumas programações envolvendo menores de idade, tais como Mocidade e Dept. Infantil, devem ter uma divulgação muito cautelosa. Pedófilos e mal-intencionados podem realizar ações nas dependências da igreja e de onde for o evento. É importante não divulgar abertamente nas redes sociais esse tipo de atividade, mas realizar uma divulgação direcionada – para interessados e interessados em potencial que não ofereçam riscos aos demais. Uma boa precaução é checar a Certidão Criminal Negativa dos não integrantes da igreja que forem para os retiros.


5) Ao vislumbrar com antecedência os eventos que acontecerão no ano subsequente, a liderança pode se planejar em relação aos custos de treinamento e passagens que eventualmente os pastores/diáconos/líderes de ministérios irão participar. Por exemplo: é interessante a liderança incentivar algum(a) professor(a) do Dept. Infantil a fazer o Curso de Evangelismo e Discipulado de Crianças promovido pela APEC. Um treinamento como esse, além do resultado prático no aprimoramento das aulas para as crianças, traz também amadurecimento espiritual para os próprios treinandos, pois são 8 meses de curso cheios de desafios espirituais.


* Obs.: Alguns tópicos interessantes sobre gestão eclesiástica podem ser encontrados no portal do Instituto Jetro


Imagem: Adaptação do The Map Process

Karen Rachel
Crente no Senhor Jesus desde 1982, esposa, mãe, administradora - de formação e profissão - e gestora dos blogs Repare Nisso e Tips n Friends. Esses espaços virtuais abordam temáticas cristãs, orientações diversas e generalidades.

Print or Generate PDF

0 comentários:

Postar um comentário

Comentário









Certidão Criminal Negativa
Dicionário Bab.La