terça-feira, 23 de junho de 2015

Preparação para testes de proficiência em língua inglesa


Para interessados em ingressar em instituições no exterior, é imprescindível um razoável conhecimento do idioma do país em questão. E também, na maioria dos casos, a admissão requererá um tipo de comprovação formal: o teste de proficiência.

No caso das nações de língua inglesa, as provas de proficiência amplamente utilizadas são o Test of English as a Foreign Language (TOEFL) e o International English Language Testing System (IELTS).

As duas provas testam listening (compreensão auditiva), reading (leitura), writing (escrita) e speaking (oral). O TOEFL é administrado pelo ETS, e possui modalidades diferentes. A mais comum é o iBT, que pode ser realizada via internet (sendo feito em uma instituição pré-determinada). Há também o PBT (feito em papel impresso) e o iTP (institucional), mas é importante sempre checar se o programa de graduação (ou pós-graduação) em que o candidato está interessado aceita a modalidade do TOEFL que o candidato pretende fazer. No caso do iBT, que costuma ser o mais aceito entre as universidades, a nota final varia entre 0 a 120 pontos, sendo que cada uma das quatro seções vale 30 pontos da nota final. O exame tem validade de dois anos e pode ser realizado em várias cidades do Brasil.

O site www.estudarfora.org.br elaborou o seguinte quadro comparativo:


Com vistas a aumentar as chances de sucesso, é recomendável ter a tutoria de um profissional com experiência comprovada na preparação para esses certames. Uma excelente indicação é o Prof. Renato Costa, Mestre em Linguística Aplicada e graduado em Letras Licenciatura Plena (habilitação em ensino de línguas portuguesa e inglesa e respectivas literaturas), ambos títulos pela Universidade Estadual do Ceará (2004/1999). Foi professor da Faculdade 7 de Setembro e do Instituto Brasil Estados Unidos no Ceará. Tem experiência na área de Lingüística Aplicada, com ênfase em Ensino de Línguas Estrangeiras.

Um exemplo da eficácia do método do Prof. Renato Costa: em 2012 houve um estudante que - ainda que estivesse bem 'enferrujado' no estudo do inglês (em torno de de 20 sem estudar a língua) - foi preparado por aproximadamente 3 meses, e obteve 94 pontos no TOEFL.

Como parte da consultoria oferecida pelo Prof. Renato a candidatos interessados em exames internacionais, ele tem à disposição licenças de provas online de um departamento da Universidade de Oxford que faz um teste de nivelamento de inglês. Trata-se de um teste elaborado com base nas mais recentes pesquisas em Linguística Aplicada, permitindo um diagnóstico bem preciso do aluno nas habilidades de compreensão leitora e auditiva, bem como em gramática. O diagnóstico Oxford pode ser feito a um custo acessível – cerca de R$ 25,00 – e funciona como um "termômetro prévio" a tentativas de provas internacionais tipo TOEFL ou IELTS.

O Prof. Renato Costa agenda aulas particulares pelo e-mail: renatobdacosta@gmail.com.

, , ,

terça-feira, 23 de junho de 2015


Print or Generate PDF

0 comentários:

Postar um comentário

Comentário









Certidão Criminal Negativa
Dicionário Bab.La